quarta-feira, 30 de novembro de 2016

ATRASO NA COLETA DE LIXO GERA RECLAMAÇÕES E PREOCUPA VEREADORES E FUTURA GESTÃO MUNICIPAL DE UBATUBA




Sanepav afirma que a coleta de lixo voltou a ser realizada com efetivo de 100%, na noite desta terça-feira (29), diante de promessa de pagamento da Prefeitura


Da Redação  Portal Caiçara


Quem anda pelas ruas da cidade de Ubatuba vem assistindo nos últimos dias a um cenário preocupante e de odor forte: sacos de lixos estão sendo acumulados em frente de casas e prédios.
Na última sessão de Câmara, realizada na noite desta terça (29), o assunto se tornou até tema de críticas dos vereadores. “Nesse atual governo se falou tanto em orçamento participativo, reuniões abestadas e burras, onde o povo falava e acabou não se tomando ciência…E hoje estamos nessa situação…Tivemos aqui uma lei sobre resíduos sólidos, e agora vemos o lixo na rua aí largado, ao Deus-dará, caminhão de coleta uma semana sem passar nas casas, e a gente ouvindo cada desaforo e tendo que engolir”, comentou o vereador Xibiu. Durante a sessão, os vereadores Claudnei e Bibi também fizeram críticas à coleta de lixo realizada na cidade.
Em contato com a empresa responsável pela coleta de lixo, Sanepav Saneamento Ambiental, o Portal Caiçara confirmou que realmente estava havendo um déficit de efetivo para prestação deste serviço devido à falta de pagamento realizada pela Prefeitura.
“Durante os dias de segunda-feira e terça-feira a coleta de lixo feita na cidade demanda mais serviço, devido ao acúmulo do fim de semana (principalmente agora com a presença de turistas), e isso demanda que a empresa pague horas extras para seus funcionários. Mas, como a Prefeitura está com faturas em aberto com a Sanepav tivemos que cortar essas horas extras, já que temos diversas responsabilidades de pagamento, com fornecedores, com combustível, etc. Entretanto, recebemos notificação da Prefeitura e uma promessa de pagamento (propostas de acerto de contas) e retornamos na madrugada desta terça-feira a ter o efetivo de 100% na coleta de lixo. Posso afirmar que a coleta foi normalizada”, diz Rony Baroni, encarregado da Sanepav.
Futura gestão se preocupa com coleta
O problema gerou inclusive apreensão no prefeito eleito, Délcio José Sato (PSD), que mesmo não tendo ainda assumido o cargo já enviou nota oficial para a imprensa e comunicou a população por meio de suas redes sociais que já está agindo. “Por determinação do prefeito eleito de Ubatuba, Délcio José Sato (PSD), a equipe de transição protocolou na última sexta-feira, 24, junto à Prefeitura de Ubatuba mais um pedido de informação, desta vez sobre a situação da coleta de lixo no município…”
Resposta da Prefeitura
Diante da indagação do Portal Caiçara à Comunicação da Prefeitura de Ubatuba sobre questão do lixo, o atual Governo Municipal do prefeito Maurício enviou a seguinte resposta:
“Há um contrato em vigência com a Sanepav e todas as suas cláusulas estão sendo respeitadas pela Prefeitura de Ubatuba. Existem faturas em aberto, mas segundo a Lei 8.666 de Licitações, que rege o contrato, elas estão dentro do prazo de tolerância e a empresa deveria manter a prestação de serviço sem alterações. A empresa já foi notificada há uma semana para que cumpra o contrato e normalize a coleta. Como a empresa não vem cumprindo as exigências do Contrato, a Prefeitura, desde a última sexta-feira, colocou quatro caminhões com o pessoal necessário para atender os pontos desassistidos. A Prefeitura, conforme estabelece no contrato e na Lei de Licitações, vai multar a Sanepav, empresa responsável pela Coleta de Lixo. Caso persista o não cumprimento às cláusulas contratuais quanto à coleta de lixo em Ubatuba, existe a possibilidade legal de rompimento do contrato. Após receber a notificação da Prefeitura, a empresa responsável tem procurado regularizar a coleta, o que pode demorar alguns dias. A empresa também está sendo notificada sobre a possibilidade de ser multada e de rompimento do contrato”.
Em meio a notas oficiais e posicionamentos das autoridades locais, a população de Ubatuba segue apenas aguardando a resolução definitiva de mais esse problema, com a realização efetiva do pagamento à empresa Sanepav. “A rua está com muito urubu, acúmulo de lixo, que causa até mau cheiro. Não acho errado a paralisação porque eles estão sem receber. Mas, acho errado a prefeitura não repassar esse pagamento”, reclamou a moradora do Ipiranguinha, Raquel Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário