quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Dezoito cidades ficam abaixo da meta do Ideb para alunos do 9º ano

Dezoito das 46 cidades do Vale do Paraíba e Região Bragantina não alcançaram a meta estipulada pelo Ministério da Educação para os alunos dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano). A meta é que o indicador alcançasse pelo menos 4,7 para os últimos anos. Para os primeiros anos do ensino fundamental (1º ao 5º ano), a meta era 5,2. Os dados são do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2015 divulgados nesta quinta-feira (8).


As cidades que não atingiram a média para os últimos anos do ensino fundamental foram foram Arapeí (4,2), Areias (4,5), Bananal (4), Caçapava (4,6), Canas (4,6), Cruzeiro (4,5), Cunha (4,3), Igaratá (4,6), Lavrinhas (4,1), Lorena (4,4), Piquete (4,6), Potim (4), Queluz (4,1), Redenção da Serra (4,5), Santa Branca (4,2), São Sebastião (4,6), Taubaté (4,6), Ubatuba (4,6).  (veja tabela completa abaixo) 
Já nos anos iniciais do ensino fundamental (até o 5º ano), o desempenho dos alunos foi melhor.  Em 44 municípios, a meta foi alcançada. As únicas cidades que não atingiram a meta foram Cachoeira Paulista (5,1) e Potim (5,1).
O levantamento divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), órgão do MEC, é o principal indicador federal que avalia o desempenho dos estudantes em todo país.
O Ideb é obtido através de dois critérios - rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho na Prova Brasil. Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente a sala de aula.
Balanço
Considerando apenas os anos finais, a rede pública que obteve maior nota na região foi a de São Bento do Sapucaí que obteve 5,6 pontos. Em seguida, aparece Joanópolis com 5,3.
Das três cidades com maior número de habitantes da região -São José dos Campos , Taubaté e Jacareí - apenas Taubaté não atingiu a meta prevista de 4,7 - contabilizou com 4,6. A menor nota foi obtida pelos alunos de Potim e Bananal (4).
Nos anos iniciais, a rede pública que obteve maior nota na região foi a de Atibaia: 7 pontos. Em seguida, aparece Monteiro Lobato com 6,8. 
Outro lado
G1 procurou as prefeituras que não atingiram a meta do Ideb no segundo ciclo do ensino básico para comentar o assunto. A reportagem aguardava o retorno das prefeituras de Taubaté, Caçapava, Cruzeiro, Ubatuba e Igaratá até a publicação.
As prefeituras de Arapeí, Areias, Bananal, Canas, Cunha, Lavrinhas, Lorena, Piquete, Potim, Queluz, Redenção da Serra, Santa Branca e São Sebastião foram procuradas, por telefone, por volta das 17h, mas ninguém foi localizado. O G1 mandou email às administrações sobre o assunto e aguarda o retorno.
Veja abaixo o Ideb de cada município da região. Em negrito, estão os números abaixo da média estipulada:
  •  
CidadeIdeb Anos Iniciais
(1º ao 5º ano)
Ideb Anos Finais
(do 6º ao 9º ano)
Aparecida6,24,7
Arapeí5,74.2
Areias5,44,5
Atibaia75,2
Bananal5,64
Bom Jesus dos Perdões6,64,7
Bragança Paulista5,84,9
Caçapava6,24,6
Cachoeira Paulista5,14,7
Campos do Jordão65
Canas6,44,6
Caraguatatuba6,25,2
Cruzeiro5,84,5
Cunha5,64,3
Guaratinguetá5,84,7
Igaratá5,74,6
Ilhabela5,94,9
Jacareí6,34,8
Jambeiro5,44,9
Joanópolis6,55,3
Lagoinha6,55,2
Lavrinhas5,54,1
Lorena5,54,4
Monteiro Lobato6,84,7
Natividade da Serra6,15,1
Nazaré Paulista5,94,7
Paraibuna5,95,1
Pindamonhangaba6,45,0
Piquete6,34,6
Piracaia6,05,2
Potim5,14,0
Queluz5,34,1
Redenção da Serra6,64,5
Roseira6.24.7
Santa Branca5.94.2
Santo Antônio do Pinhal6.34.7
São Bento do Sapucaí6,45,6
São José do Barreiro5,24,7
São José dos Campos6,65,2
São Luíz do Paraitinga6,05,0
São Sebastião5,74,6
Silveiras5,74,7
Taubaté5,84,6
Tremembé6,24,9
Ubatuba5,64,6
Vargem5,85,1

Nenhum comentário:

Postar um comentário