domingo, 21 de agosto de 2016

Ubatuba celebra Dia e Semana Municipal da Primeira Infância e Educação Infantil



Por: Melissa Schirmanoff
19 de Agosto de 2016 às 17:00
A Primeira Infância é um período fundamental para o desenvolvimento da criança e as experiências dessa fase que inclui a gestação, o parto e os primeiros anos são relevantes para o resto da vida.


Em Ubatuba, na semana de 25 de agosto é celebrada a Semana e o Dia Municipal da Primeira Infância e da Educação Infantil, prevista em uma lei de autoria da Vereadora Flavia Pascoal (PSB). Ainda de acordo com a Lei 3.667/2013, a data passou a fazer parte do calendário oficial de eventos da cidade.
“A fase da Primeira Infância é quando acontece o desenvolvimento do cérebro, o crescimento físico e a aquisição da aptidão para os movimentos, a ampliação da capacidade de aprendizado, a interação social e afetiva. Diversos estudos da neurociência têm apontado que quanto melhores forem as condições para o desenvolvimento durante a Primeira Infância, maiores são as probabilidades para a criança alcançar o melhor do seu potencial tornando-se um adulto mais equilibrado, produtivo e realizado”, explica a Vereadora Flavia, que é professora e mãe das gêmeas Sophia e Julia que hoje têm 12 anos.
Segundo a autora da Lei, a ideia de instituir a data é a de incentivar o poder público em promover ações em áreas como Saúde, Educação e Desenvolvimento Social buscando a qualidade do atendimento e dos cuidados oferecidos às gestantes e às crianças, promover o trabalho integrado entre os vários setores envolvidos e mobilizar a sociedade para importante fase da vida.
A garantia de condições adequadas de nutrição, o cuidado, a atenção, a convivência e o aprendizado durante esta fase da vida fazem toda a diferença para que as funções cerebrais do indivíduo floresçam ao longo de toda a sua existência.

O que é Primeira Infância?
De um modo geral, chama-se Primeira Infância ao período que vai desde a concepção do bebê até o momento em que a criança ingressa na educação formal. Isso quer dizer que a Primeira Infância engloba a gestação, o parto e os primeiros anos de vida da criança. Como o início da educação formal não se dá na mesma idade em todos os países, há diferentes noções do final da Primeira Infância. No Brasil, consideramos que a Primeira Infância acaba quando a criança completa seis anos de idade.
A Primeira Infância é um período muito importante para o desenvolvimento da criança e as experiências dessa época são relevantes para o resto da vida, mesmo aquelas que acontecem durante a gestação e enquanto o bebê é pequeno, ainda não sabe falar e nem tem memória apurada dos fatos que acontecem à sua volta.
Durante a Primeira Infância ocorrem o crescimento físico, o amadurecimento do cérebro, a aquisição dos movimentos, o desenvolvimento da capacidade de aprendizado, a iniciação social e afetiva, entre outros, e cada um desses aspectos é interligado com os demais e influenciado pela realidade na qual a criança vive. 
Os estudos mostram que quanto melhores forem as condições para o desenvolvimento durante a Primeira Infância, maiores são as probabilidades de que a criança alcance o melhor do seu potencial tornando-se um adulto mais equilibrado, produtivo e realizado. 
Por isso, a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal adotou a seguinte visão: desenvolver a criança para desenvolver a sociedade.

Estado de São Paulo
O Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância foi desenhado sob a premissa de que a promoção à saúde integral da criança e o aprimoramento das ações de prevenção de agravos e assistência são objetivos que, além de reduzirem a mortalidade infantil, apontam para o compromisso de se prover qualidade de vida favorecendo o desenvolvimento da criança em todo o seu potencial.
A Secretaria de Estado da Saúde e a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) celebraram o Convênio nº 150/2012 em 13 de dezembro de 2012 (fls.140 a 144), com vigência de sessenta meses, com o objetivo, mediante a conjugação de esforços dos convenientes, de viabilizar a execução das ações contidas no Programa - São Paulo pela Primeiríssima Infância, em regiões pré-estabelecidas no Estado.
O Estado de São Paulo conta com 17 Departamentos Regionais de Saúde que por sua vez se estruturam em 63 Colegiados de Gestão Regional no seu interior. O CGR Litoral Norte atenderá os 4 municípios do CGR (Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba), com população total de 290 mil habitantes.

Compromisso com a Primeira Infância
A Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) propôs a “Agenda prioritária para a Primeira Infância: qualidade e equidade nas políticas públicas”. A proposta foi elaborada por um grupo formado por representantes de institutos, fundações, entidades, movimentos e por especialistas das áreas de educação, saúde e assistência social.
Os candidatos às prefeituras de todo o país podem registrar este compromisso com a população de sua cidade.
A Agenda é fruto de uma reflexão coletiva e está estruturada em sete ações estratégicas:
- Criar espaços do brincar na cidade.
- Elaborar Planos Municipal pela Primeira Infância.
- Instituir e garantir comitês intersetoriais de coordenação de políticas.
- Garantir formação de profissionais.
- Assegurar o acesso à educação infantil, priorizando famílias em situação de vulnerabilidade.
- Fortalecer a atenção básica e apoiar práticas familiares que promovam a saúde e o desenvolvimento integral de crianças.
- Ampliar e qualificar serviços de assistência social e proteção.
Em Ubatuba, a primeira candidatura ao Executivo Municipal a se comprometer com a iniciativa da Undime sobre a Primeira Infância foi a candidata a prefeita da coligação Ubatuba Merece Muito Mais - PSB-PSL-PTdoB, Flávia Pascoal. Outros candidatos à prefeito, procurados pela reportagem, não responderam ao questionamento.




JORNAL   A  CIDADE  UBATUBA  E REGIAO

Nenhum comentário:

Postar um comentário