quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Hang Loose Surf Attack define datas das quatro etapas em 2016.



Abertura do Paulista das categorias de base está confirmada para 20 e 21, em Santos. Foto: Munir El Hage.


Por    Fabio Maradei

O Hang Loose Surf Attack, o circuito paulista das categorias de base, definiu as datas das quatro etapas deste ano.

A abertura está confirmada para os próximos dias 20 e 21, no Quebra-Mar, em Santos. Depois, os surfistas com até 18 anos de idade competem nos dias 3 e 4 de setembro na Praia de Pitangueiras, em Guarujá. Na sequência, nos dias 22 e 23 de outubro, as disputas serão realizadas em São Sebastião. A grande final será nos dias 5 e 6 de novembro, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. 




Em ação, as categorias júnior (até 18 anos), mirim (limite de 16 anos), iniciante (no máximo 14 anos), estreante (sub12) e petit (10 anos para baixo). “Esse é o campeonato mais tradicional do País e tem grande relevância na formação de novos valores da modalidade. Basta ver que dos dez atletas do WCT hoje, nove passaram e se destacaram no Hang Loose”, ressalta o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

601x850
O campeonato é realizado desde 1988, inicialmente com as categorias júnior e mirim. Depois, vou ganhando força, crescendo e ampliando a sua atuação, sobretudo depois de a Hang Loose assumir o patrocínio master, em 1995, tendo grande incentivo do empresário Álfio Lagnado. “É o momento de evoluir, aprender, interagir com outros atletas. Faz a base do surf brasileiro, de verdade”, destaca Álfio.

Defendendo o posto - No ano passado os guarujaenses ficaram com três títulos: Nathan Kawani, na júnior, Eduardo Motta, na mirim, e por equipes. Kauê Germano, de São Sebastião, foi o campeão da iniciante; Diego Aguiar, de Ubatuba, ergueu o caneco da estreante; e Ryan Kainalo, de São Paulo, faturou na petit.

Diretor técnico desde a edição inicial, Marcos Bukão, reforça a importância da competição para o trabalho de revelação e preparação dos novos valores. “Mais uma vez teremos oportunidade de acompanhar o surgimento dos futuros surfistas que irão brilhar no cenário mundial, representando o Brasil. Porém, mais do que isso, teremos a oportunidade de ver centenas de garotos interagindo, se divertindo e praticando um esporte maravilhoso e saudável, dentro de um evento de altíssimo nível”, afirma Bukão, que desde a primeira edição do Paulista forma dupla com Silvério.

O evento - O Hang Loose Surf Attack tem a organização da Federação Paulista de Surf, com patrocínios de Overboard Action Sports Store, Hot Water, Super Tubes, Surftrip, Sthill Wet Land e Sunpeak Surf. Apoios de Rhyno Foam, CT Wax, Waves, FMA Notícias, DFS Gol Business e Governo do Estado de São Paulo. Colaboração das prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santos de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião e Associação Ubatuba de Surf.

Ranking de 2015
Junior
1 Nathan Kawani (Guarujá) – 2.629
2 Renan Pulga (São Sebastião) – 2.610
3 Vitor Mendes (Guarujá) – 2.430
4 Guilherme Silva (Guarujá) – 2.062

Mirim
1 Eduardo Motta (Guarujá) – 3.000
2 Gabriel Ramos (Ubatuba) – 2.529
3 Kauê Germano (São Sebastião) – 2.341
4 Nacho Gudensen (Argentina) – 1.896

Iniciante
1 Kauê Germano (São Sebastião) – 2.656
2 Heitor Duarte (São Sebastião) – 2.629
3 Mateus Lima (Itanhaém) – 2.620
4 Eduardo Motta (Guarujá) – 2.230

Estreante
1 Diego Aguiar (Ubatuba) – 3.000
2 Gustavo Giovanardi (Praia Grande) – 2.700
3 Luiz Mendes (SC) – 2.556
2 Derek Matos (Guarujá) – 2.430

Petit
1 Ryan Kainalo (São Paulo) – 2.900
2 Roberto Alves (Itanhaém) – 2.656
3 Gabriel de Souza (Ubatuba) – 2.610
4 Leonardo Costa (Ubatuba) – 2.268

Cidades
1 Guarujá – 3.810
2 Ubatuba –2.610
3 São Sebastião – 3.420

Nenhum comentário:

Postar um comentário